Por Aquele Caminho
ZECA AFONSO

Por aquele caminho


    Por aquele caminho
    De alegria escrava
    Cai um caminheiro
    Com sol nas espáduas

    Ganha o seu sustento
    De plantar o milho
    Aquece-o a chama
    Dum poder antigo

    Leva o solitário
    Sob os pés marcado
    Um rasto de sangue
    De sangue lavado

    Levanta-se o vento
    Levanta-se a màgoa
    Soltam-se as esporas
    Duma antiga chaga

    Mas tudo no rosto
    De negro nascido
    Indica que o negro
    É um espectro vivo
    Quem lhe dá guarida
    Mostra-lhe a pintura
    Duma cor que valha
    Para a sepultura


    Não de mão beijada
    Para que não viva
    Nele toda a raiva
    Dessa dor antiga


    Falta ao caminheiro
    Dentro d'algibeira
    Um grão de semente
    D'outra sementeira


    O sol vem primeiro
    Grande como um sino
    Pensa o caminheiro
    Que já foi menino

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 PUBLICITE neste site!

Este site foi compilado com optimização para uso com o Internet Explorer 4 ou superior. Embora funcione noutros browsers (por exemplo, Netscape), muitas das funções não terão pleno funcionamento, podendo igualmente existir configurações distorcidas.

 :: © 1999/2007 - Bernardo Costa Ramos  :: www.azeitao.net  ::  Azeitão, uma região a descobrir! ™ ::

Visite ainda: www.saboresdeazeitao.com  ::  www.bacalhoa.eu :: www.troiaresort.com

Declaração de exoneração de responsabilidade :: Sobre o sítio/site www.azeitao.net